segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Candidatura de Wilson Witzel a presidente da República tira discurso pró-Bolsonaro do deputado Coronel Azevedo


O deputado estadual Coronel Azevedo, que se elegeu com o discurso bolsonarista e anti-PT, vai ter que repensar as palavras antes dos pronunciamentos futuros.

Sem espaço no PSL de Bolsonaro para ser candidato a prefeito de Natal, foi procurar outra legenda, prometendo continuar com o discurso ‘somos todos Bolsonaro’.

O que Coronel Azevedo não esperava era se filiar a um partido, no caso o PSC, de malas prontas para romper com o presidente.

Maior estrela do PSC, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, que deverá vir ao Rio Grande do Norte oficializar a filiação de Azevedo, e posse como presidente do diretório potiguar do partido, já disse que vai ser candidato a presidente da República.

E para ser candidato, vai ter que romper com Bolsonaro, já declarado pré-candidato à reeleição.

Coronel Azevedo terá que seguir o discurso do PSC nacional, e apoiar a candidatura de Witzel, com discurso de oposição a Bolsonaro.

Witzel já declarou com todas as letras que vai ser candidato.

“Eu sou governador do estado querendo ser presidente da República, porque aquilo que eu acredito que vai ser bom para o estado do Rio, para desenvolver a economia, desenvolver socialmente a população, resolver problemas graves do estado como a questão da pobreza nessas comunidades, o crime organizado… Tem questões macro que só um presidente pode resolver e eu tenho projetos para o Brasil”, declarou Witzel em entrevista a Andreia Sadi na Globonews.

No PSC, Coronel Azevedo perde o discurso pró-Bolsonaro.

Pode até não perder o anti-PT, mas…melhor ir mantendo um meio termo equilibrado e formando mesa…com o PT.

Como na apresentação da Festa do Boi, quando o deputado posou ao lado da senadora quase petista Zenaide Maia e da governadora Fátima Bezerra.
Fonte: Thaisa Galvão

Styvenson é contra legalização da maconha: "Faz mal à saúde e alimenta o crime" Fonte: Portal Grande Ponto


A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) arquivou, na última quinta-feira (12), a sugestão popular que buscava liberar o uso recreativo da maconha em território nacional (SUG 32/2019). Por outro lado, os senadores estudam a sugestão apresentada pela Rede Brasileira de Redução de Danos e Direitos Humanos (Reduc) para regulamentar o uso da maconha medicinal e do cânhamo — uma variante da Cannabis com menor concentração de tetraidrocanabinol e, por isso, sem ação psicoativa relevante.

Os senadores pediram vista coletiva da proposta após Alessandro Vieira (Cidadania-SE) apresentar voto pela aprovação da sugestão (SUG 6/2016), que a Reduc chama de “marco regulatório”. O documento enviado pela entidade ao Senado tem 133 artigos com normas procedimentais e regulamentares sobre métodos de pesquisa, produção, registro, rotulagem, padronização, certificação, licenciamento, comercialização, circulação, tributação, publicidade, inspeção, controle e fiscalização da maconha medicinal e do cânhamo industrial.

Apesar do voto favorável, Alessandro sugeriu uma nova redação, bem mais sucinta, para contornar problemas de inconstitucionalidade e injuridicidade que existiam no texto original, principalmente sobre competências e atribuições de órgãos do Poder Executivo que não devem ser definidas pelo Congresso.

O projeto tem agora seis artigos que tratam dos produtos, processos e serviços relacionados à maconha medicinal e ao cânhamo industrial. Um deles submete a produção, a distribuição, o transporte e a comercialização da Cannabis medicinal ao regime de vigilância sanitária, sendo previsto monitoramento da cadeia produtiva e do mercado. O texto prevê ainda que normas relacionadas a plantio, cultura e colheita do cânhamo industrial sejam de responsabilidade de uma autoridade agrícola do Estado.

Laboratórios

Alessandro Vieira afirmou ser essencial superar preconceitos e ideologias para sensibilizar a atenção ao sofrimento dos pacientes. Para ele, o projeto trata objetivamente da função medicinal, e não há como negar medicamento a um cidadão que dele precisa.

O senador deixou claro que não se trata de liberar o plantio caseiro a famílias com pacientes de doenças nas quais está provada a ação terapêutica da Cannabis. A senadora Zenaide Maia (PROS-RN) também criticou a ideia, já aventada em audiências públicas, de permitir às famílias plantar e montar laboratórios próprios para a produção de medicamento a partir de Cannabis.

— O Estado deve se encarregar disso. Será que essas famílias já não têm trabalho e despesas suficientes? Por que colocar mais isso na responsabilidade delas? — questionou a senadora.

No debate, Styvenson Valentim (Podemos-RN) admitiu que o temor é de que, tendo o laboratório para produzir o medicamento, as pessoas venham a desvirtuar a função terapêutica. Zenaide Maia disse não acreditar nessa possibilidade, mas destacou que as famílias “estão esperando em banho-maria há anos por uma solução”.

Presidindo a reunião, o senador Paulo Paim (PT-RS) também defendeu a distribuição gratuita e restrita às famílias que precisam.

— O uso terapêutico já está na pauta há tanto tempo, eu mesmo já participei de umas dez audiências. É preciso decidir — afirmou.

O senador Eduardo Girão (Podemos-CE) destacou que o assunto inspira cuidados e colocou dúvidas quanto à eficácia da terapia com Cannabis.

— A maconha tem 500 substâncias. Uma delas, se trabalhada em laboratório, pode beneficiar algumas crianças. Outros pacientes passaram mal. Muitas dessas substâncias são psicoativas, perigosas para a sociedade. É importante serenidade sobre isso — disse Girão.

De acordo com ele, o Conselho Federal de Medicina não recomenda o projeto e a Anvisa ainda não se posicionou.

No debate, Flávio Arns (Rede-PR) defendeu que o Brasil tenha controle da produção dos remédios e disse ser contrário à importação dos medicamentos:

— Nós pagamos dez vezes mais caro ao importar, precisamos ter a tecnologia aqui. Por que não podemos deter a pesquisa e a tecnologia de fazer o medicamento?

Legalização

Oriundo da carreira policial, Alessandro Vieira rejeitou a proposta de legalização da maconha para fins recreativos.

— Meu voto é pela rejeição total, porque nós já temos problemas suficientes com as drogas legais, álcool e cigarro. Não precisamos de mais droga lícita — esclareceu o relator.

Ele lembrou que o Brasil flexibilizou a penalização do porte de droga para consumo próprio há 12 anos (Lei 11.343, de 2006), não cabendo mais pena privativa de liberdade, apenas alternativas.

— No Brasil o vício não é penalizado, mas o lucro sobre o vício é.

Styvenson criticou a Lei de Drogas, dizendo que ela fez do Brasil o segundo maior consumidor de drogas do mundo.

— Não dá para legalizar algo que faz mal à saúde e alimenta o crime com a desculpa de que vai combater o crime organizado e o traficante.

Como ele, Girão afirmou que droga não merece tolerância.

— Nos países em que foi legalizada, o índice de homicídios explodiu e o tráfico aumentou muito.

Universidades

Os senadores, na mesma reunião, arquivaram a sugestão legislativa que propõe tornar obrigatório o exame toxicológico para matrículas em universidades (SUG 15/2019). O relator, senador Paulo Paim, esclareceu que seu voto foi pela prejudicialidade da proposta, por haver outra de igual teor já aprovada na CDH. O PLS 451/2018, apresentado pelo então senador José Medeiros, atualmente aguarda votação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Fonte: Agência Senado

Fonte: Portal Grande Ponto

Presidente em exercício, Hamilton Mourão cumpre agenda nesta segunda em Natal


O presidente da República em exercício, general Hamilton Mourão, chegou a Natal por volta das 19h30 deste domingo (15), onde participa da abertura do  37º Encontro Econômico Brasil-Alemanha (EEBA), no Centro de Convenções, na manhã desta segunda-feira (16), segundo confirmou a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto.

Antes de participar da abertura do evento, Hamilton Mourão vai à sede da Secretaria Estadual de Segurança Pública do Rio Grande do Norte, no Centro Administrativo, segundo confirmou fontes do Governo do Estado na tarde deste domingo. O presidente em exercício vai conhecer o projeto de segurança pública do Estado em café da manhã por volta das 7h30.
A pauta consta na agenda divulgada na conta pessoal de Hamilton Mourão divulgada na conta pessoal do Twitter, na última sexta-feira (13).

A publicação prevê ainda visitas ao Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), além do Instituto de Ensino e Pesquisa Alberto Santos Dumont, idealizado pelo neurocientista Miguel Nicolelis. Também há previsão de uma visita do presidente da República em exercício ao Monumento aos Mártires de Cunhaú e Uruaçu, no município de São Gonçalo do Amarante, localizado na Região Metropolitana de Natal.

TRIBUNA DO NORTE

Domingo tem 5 terremotos no RN

Estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR) operadas pela UFRN registraram neste domingo (15) uma sequência de tremores que atingiu a região de João Câmara, incluindo também os municípios de Bento Fernandes, Poço Branco e Pureza. Foram identificados pelo menos 5 eventos entre as 10h e 13h.

O maior tremor ocorreu às 11h14 e teve magnitude preliminar estimada em 1.5. O epicentro foi localizado na área acima de Riacho Seco, no município de Pureza, onde, em março de 1989, ocorreu o segundo tremor em magnitude (5.0) da sequência de sismos entre 1986 e 1993, na região de João Câmara.

Essa atividade sísmica foi a que causou maior impacto social devido a terremotos no Brasil, provocando extensos danos em edificações e pânico e fuga da população.

De acordo com o Laboratório Sismológico da UFRN, é impossível saber como a atividade sísmica relacionada à Falha de Samambaia vai evoluir, mas a UFRN segue o monitoramento permanente dessa atividade, visando obter dados que permitam informar a sociedade sobre o que realmente está ocorrendo na região e que servem para orientar ações de Defesa Civil.
Fonte: Portal Grande Ponto

sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Bom Jesus: Feira Agroecológica da agricultura familiar é inaugurada

Nesta sexta-feira (13), foi inaugurada em Bom Jesus, a feira Agroecológica da agricultura familiar e da economia solidária, que vai acontecer todas às sextas-feiras em frente à escola estadual Natália Fonseca com início 5h30 até 17h. 

As Feiras Agroecológicas e Solidárias são espaços em que agricultoras e agricultores familiares comercializam produtos agroecológicos diretamente aos consumidores e consumidoras. As Feiras são estratégias de comercialização que dinamizam a produção do campo, proporcionando alimentação saudável e garantindo o aumento da renda familiar camponesa. As Feiras ainda fortalecem a organização comunitária. 

Presentes no evento: Diretores do Sebraf Emerson, Fetraf de São Paulo do Potengi João Cabral, Emater Barreto, Sitraf de Bom Jesus Cícera Fesnco, prefeito Clécio Azevedo, secretario de agricultura Das Chagas e presidente da câmara Amaro Neto, além da população presente. 

"Precisamos sempre de parceira e união no agro, quero agradecer ao prefeito Clécio, que através da secretaria de agricultura, pela realização de um sonho que era a execução desse projeto, é esse tipo incentivo que o agricultor precisa" Afirmou Cícera franco 

"A prefeitura está sempe a disposição para ajudar todos os agricultores do município, e vai melhorar cada vez mais essas parcerias . Fico muito feliz em saber que Bom Jesus, vez crescendo e avançando" Clécio Azevedo.

Fotos: Assessoria de imprensa 

Prefeito de São Pedro na região Potengi anuncia filiação ao PSDB


O prefeito Miguel Cabral, que administra o município de São Pedro, na região Potengi, vai assinar a ficha do PSDB. Miguel confirmou essa intenção nesta sexta-feira (13) ao presidente da sigla no Rio Grande do Norte, deputado Ezequiel Ferreira de Souza.

“Para a gente é uma honra receber o prefeito Miguel Cabral e todo seu grupo no PSDB. Estamos organizando  um Seminário que a legenda vai promover para reunir todas as lideranças e receber filiações importantes”, afirmou Ezequiel Ferreira. 

Além de Miguel Cabral, vereadores e pré-candidatos em 2020 também virão reforçar o partido. “Vamos transformar o PSDB no maior partido de São Pedro. É um prazer passar a integrar a legenda”, disse o prefeito Miguel Cabral, que estava acompanhando do vereador Jânio Garcia, que já integra o PSDB no município do Potengi.

Desfile cívico de Bom Jesus 2019

A Prefeitura Municipal de Bom Jesus, através da Secretaria Municipal de Educação e secretário Altemar Douglas, realizou na tarde desta quinta-feira (12), o tradicional Desfile Cívico de 7 de Setembro, desfilaram escolas da rede municipal e estadual, particular, banda marciais  e banda da policia militar RN. Uma multidão acompanhou o evento no Centro da cidade e destacou a organização da prefeitura na realização do desfile.
 
O evento como sempre desperta um olha politico, e é sempre muito prestigiado autoridades tais quais como o prefeito Clécio Azevedo, vice-prefeita Tânia secretários municipais e Presidente da câmara Amaro Neto, vereadores: Chagas, Elizabeth Silva, Leonardo Figueiredo, Naldinho, Zezé Vilela,  Raphael Melo,  estiveram presentes.
 
"Com muita alegria e orgulho estamos celebrando, mais uma vez, a independência de nosso país. Neste dia expressamos todo o respeito o valor ao nosso país e suas instituições. Podemos ver os representantes da Polícia Militar, as escolas, seus professores e alunos, demonstrando toda a dedicação nesta homenagem ao nosso país e celebrando a independência do Brasil" Afirmou o prefeito em suas palavras.
Fotos: Beto Mix
 

quinta-feira, 12 de setembro de 2019

Ronaldo Venâncio toma posse como prefeito de Ceará-Mirim para mandato de 3 meses

 
Para exercer o mandato por 90 dias, período que antecederá a eleição suplementar, da qual ele participará como candidato à reeleição, o presidente da Câmara de Ceará-Mirim, Ronaldo Venâncio (PV), tomou posse nesta quarta-feira como prefeito.
 
Ele substitui Marconi Barreto, que teve o mandato cassado pelo TSE.
Ronaldo foi empossado pela Câmara.
 
Antes da posse o novo prefeito se licenciou do cargo de vereador e presidente da Câmara, passando a presidência para o vice-presidente Nequinho.
 
“Nesses mais de 20 anos de vida pública, posso afirmar com absoluta certeza que o dia de hoje será memória viva e eternizada para sempre nesta cidade. Portanto, as palavras de ordem agora são: resgate, união e avanço”, disse Ronaldo.
 
“Precisarei da ajuda de sempre e da mão amiga estendida para que juntos possamos trazer Ceará-Mirim de volta para o local de onde jamais deveria ter saído”, afirmou o novo prefeito de Ceará-Mirim.

Burro Elétrico fora do Carnatal 2019: “Precisa se reinventar”, diz nota

 
Bloco mais tradicional do Carnatal, o Burro Elétrico não estará no corredor da folia em 2019.
A diretoria emitiu nota nesta quarta-feira (11):
 
Histórias memoráveis, momentos inesquecíveis, encontros surpreendentes, reencontros inesperados.
Essas e muitas outras situações definem verdadeiramente a trajetória do Burro Elétrico nos seus 28 anos de existência. Só quem viveu e aproveitou, pelo menos uma das edições proporcionadas pelo bloco mais antigo e irreverente do Carnatal, sabe o que tudo isso significa.
 
Mas, como tudo na vida passa por mudanças, o Burro Elétrico também precisa se reinventar e seguir sua caminhada por novas trilhas que o mundo tem a oferecer.
 
Desse modo, o bloco Burro Elétrico comunica aos seus fiéis foliões que não sairá no Carnatal 2019. Mas isso não significa que o bloco acabou. O Burro Elétrico continua vivo, com seus projetos antigos – como o carnaval de Pirangi – e aspirando novos planos no futuro próximo.
 
Neste comunicado, não poderíamos deixar de agradecer a parceira com a Destaque Promoções que desde que o bloco nasceu, deu total apoio para colocar o “Burro” na avenida. Nossa eterna gratidão a Ricardo Bezerra, Roberto Bezerra, Paulinho Freire e Gustavo Carvalho.
 
Gratidão também aos demais parceiros/patrocinadores que acreditaram no potencial do bloco e se tornaram verdadeiros amigos ao longo desses anos. Aos que acompanharam e abraçaram todos os nossos projetos com credibilidade e confiança, nosso MUITO OBRIGADO!!
 
Reiteramos que não se trata de uma despedida. Estamos comunicamos uma pequena pausa. O futuro a Deus pertence e a Ele também agradecemos grandemente as bênçãos derramadas no bloco Burro Elétrico durante todos esses anos.
 
Gratidão também aos nosso foliões. Sem vocês, o brilho do bloco Burro Elétrico não seria tão reluzente, irreverente, com a alegria peculiar que contagiou a todos por onde passou.
A todos, até breve.

Alerta: RN tem segunda maior taxa de chikungunya do país

 
Os casos suspeitos de chikungunya dispararam no Rio Grande do Norte. Foram 8.899  registrados no Estado nas 34 semanas epidemiológicas de 2019, número 391,9% maior que o mesmo período do ano passado, quando foram registrados 1.809 casos. A taxa da doença para 100 mil habitantes é a segunda maior do Brasil, tendo 255,8 incidências. O RN fica atrás apenas do Rio de Janeiro, que tem taxa de 447,4 da doença. Os dados são do Ministério da Saúde, em boletim divulgado nesta quarta-feira (11).
 
TN
© 2014 Blog do Emerson Miguel - Todos os direitos reservados.
Layout por: Fernando Hal.