sábado, 26 de janeiro de 2019

Nove mortes confirmadas em Brumadinho; desaparecidos podem chegar a 355

Já são nove mortes confirmadas por causa do rompimento de uma barragem da Mina Feijão, na cidade de Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte-MG. O número foi confirmado pelo Corpo de Bombeiros na madrugada deste sábado (26). Conforme o comunicado, já chegam a 189 pessoas resgatadas com vida. A estimativa dos próprios bombeiros é que a quantidade de desaparecidos esteja entre 265 e 355 pessoas.
Para acompanhar os desdobramentos da tragédia, ocorrida no início da tarde desta sexta-feira (25), o governador Romeu Zema se deslocou para o município. A Mina Feijão pertence à mineradora Vale. Dados fornecidos pela empresa e divulgados pelo governo mineiro apontam que havia 427 trabalhadores no local, dos quais cerca de 150 estão desaparecidos.
O presidente da Vale, Fábio Schvartsman, disse que não se sabe o que ocorreu . "Ainda é muito cedo para termos essa informação". Segundo ele, a tragédia é mais humana do que ambiental.
Técnicos da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) trabalham para restabelecer a energia elétrica de aproximadamente 2 mil pessoas. A estatal mineira diz que há cinco torres de iluminação para auxiliar os trabalhos de salvamento durante a madrugada. Por sua vez, a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) assegura que não há risco de desabastecimento de água na região metropolitana.
Agência Brasil

Nenhum comentário

Postar um comentário

© 2014 Blog do Emerson Miguel - Todos os direitos reservados.
Layout por: Fernando Hal.