quinta-feira, 1 de agosto de 2019

Governo do RN e Instituto Santos Dumont discutem parcerias


Com o objetivo de estreitar laços e ampliar parcerias visando o desenvolvimento do Rio Grande do Norte, o Governo do Estado reuniu a equipe para receber o Instituto Santos Dumont (ISD), uma das principais instituições de ensino e pesquisa do país que tem sede em Macaíba.

Sob a chefia da governadora Fátima Bezerra, a equipe do Governo debateu com o neurocientista Miguel Nicolelis, idealizador e presidente do Conselho de Administração do ISD, e o diretor-geral do instituto e professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Reginaldo Freitas Júnior, os encaminhamentos para importantes parcerias nas áreas de saúde, educação e pesquisa científica.

“É dever e uma decisão Governo do Estado cooperar com o Instituto Santos Dumont, para que esta semente não morra. Sabemos da capacidade intelectual e da honestidade de todos os envolvidos, representados pelo professor Nicolelis”, destacou a governadora Fátima Bezerra.

Durante a reunião, os membros do Governo já encaminharam conversas sobre ações que aproveitem a expertise do ISD, como a melhoria da educação inclusiva na rede pública estadual e o aproveitamento do modelo instalado no Centro de Educação e Pesquisa em Saúde Anita Garibaldi.

As equipes também debateram a ampliação dos trabalhos conjuntos já desenvolvidos entre ISD e Fundação de Apoio à Pesquisa do RN (Fapern) na parte de iniciação científica e com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) na reabilitação de pacientes.

“O modelo de policlínicas que o Governo está desenvolvendo é justamente o que fazemos no Anita Garibaldi, em Macaíba. Estamos abertos ao que o Governo necessitar. É preciso um movimento de reconhecimento do ISD como patrimônio do RN, pois muitas pessoas ainda não sabem do nosso trabalho”, pontuou o diretor-geral Reginaldo Freitas.

O pesquisador Miguel Nicolelis também apresentou a ideia de utilizar a força do instituto no exterior para captar investimentos diretos no estado. “Esta é uma possibilidade única para o Rio Grande do Norte. O estado tem um potencial que outros não têm como competir e eu gostaria muito de ajudar, abrindo portas no mundo inteiro. Podemos montar aqui, com base na pesquisa desenvolvida pelo nosso Instituto de Neurociências, um centro de reabilitação único no Brasil”, afirmou o cientista. A sugestão foi totalmente acatada pela governadora. “Vamos amadurecer essa ideia e levar para o Consórcio Nordeste, que está dentro dessa perspectiva muito realista de gestão e desenvolvimento”, completou Fátima.

O Instituto Santos Dumont já investiu cerca de R$ 250 milhões no RN, onde está instalado há mais de dez anos, e é uma referência científica no mundo inteiro. Com foco nas instalações de Macaíba, o trabalho do instituto vai desde os mestrados – 1º mestrado de neuroengenharia do Brasil – no Instituto Internacional de Neurociências Edmond e Lily Safra, até o atendimento à população por meio do Centro de Educação e Pesquisa em Saúde Anita Garibaldi. Dentre os êxitos recentes do ISD está a ação desenvolvida na comunidade quilombola Capoeiras, batizada de Projeto Barriguda, que já venceu quatro prêmios internacionais.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© 2014 Blog do Emerson Miguel - Todos os direitos reservados.
Layout por: Fernando Hal.